Category Archives: Yoga

Yoga – Avançar na Idade…

images-2_2Os anos passam, mas poderemos avançar na idade com saúde, vitalidade e energia.
O Yoga é mais do que uma prática que através de posturas (asanas) e exercícios respiratórios (pranayamas) que trabalham o corpo físico, sistema endócrino e os planos mental e emocional.
A prática proporciona uma economia de energia e deixa-nos assim, mais focados e menos susceptíveis a estados depressivos, que levam ao desgaste do organismo. O praticante torna-se mais lúcido, o corpo mais tonificado e flexível, o que desacelera o envelhecimento. Sem estes factores, o indivíduo terá mais dificuldades em se adaptar às mudanças.
Se o envelhecimento é inevitável, porque não retarda-lo com uma prática consciente e saudável?
Por vezes, procuram-se respostas e soluções para nos sentirmos felizes e aceitarmos as mudanças que acompanham o caminhar na idade, tentando modificar o mundo à nossa volta ou iniciar uma corrida contra o tempo, com aliciantes propostas vindas do exterior.O Yoga, pelo contrário, ajuda-nos a compreender que tudo o que precisamos está dentro de nós.
É necessário parar e questionar que tipo de vida levamos e como gostaríamos que fosse.
De forma consciente, harmoniosa e saudável é possível transcender as limitações.

Yoga com histórias!

Aconteceu… na Jing-She, em Famalicão, uma aula de yoga para crianças, dos 7 aos 9 anos. Esta aula esteve incluída nas actividades gratuitas, referentes a um tema, que no passado mês de janeiro foi:”Yoga com Histórias”. Aquelas crianças, muito interessadas e atentas, criaram um ambiente de tranquilidade e de alegria ao mesmo tempo. Foi, para mim, um trabalho gratificante. Obrigada crianças, adorei o que fizemos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Respiração e Pensamentos-Eckhart Tolle

Podemos descobrir o espaço interior criando lacunas no fluxo de pensamentos.

Sem elas, o pensamento torna-se repetitivo, desprovido de inspiração, sem nenhuma centelha criativa – e é assim que ele é para a maioria das pessoas. Não precisamos de nos preocupar com a duração dessas lacunas. Alguns segundos bastam. Aos poucos, elas irão aumentar por si mesmas, sem nenhum esforço da nossa parte. Mais importante do que fazer com que sejam longas é cria-las com frequência para que as nossas actividades diárias e o nosso fluxo de pensamento sejam entremeados por espaços.

Certa ocasião alguém me mostrou a programação anual de uma grande organização espiritual. Quando a examinei, fiquei impressionado pela rica selecção de seminários e palestras interessantes. A pessoa perguntou-me se eu poderia recomendar uma ou duas actividades.

Não sei,não. Todas elas me parecem muito interessantes. Mas eu conheço esta: tome consciência da sua respiração sempre que puder, sempre que se lembrar. Faça isso durante um ano e terá uma experiência transformadora bem mais forte do que a participação em qualquer uma dessas actividades. E é de graça.

Tomar consciência da respiração faz com que a atenção se afaste do pensamento e produz espaço. É uma maneira de gerar consciência. Embora a plenitude da consciência já esteja presente como o não-manifestado, estamos aqui para levar a consciência a essa dimensão.

Tome consciência da sua respiração. Observe a sensação do acto de respirar. Sinta o movimento de entrada e saída do ar ocorrendo no seu corpo. Veja como o peito e o abdomen se expandem e se contraem ligeiramente quando inspira e expira. Basta uma respiração consciente para produzir espaço onde antes havia a sucessão ininterrupta de pensamentos.

Continuar a ler